Avatar de weslenya

por

Ideias: Cuidar da cidade

15 de janeiro de 2017 em Artigos

A missão da fiscalização municipal é para além da limitação do que pode e não pode ser feito pelo cidadão. É contribuir decisivamente para uma cidade com elevado grau civilizatório, que harmoniza o necessário desenvolvimento da urbe com a preservação dos espaços públicos e dos recursos naturais, atuando nas obras públicas e privadas: poluição sonora, visual e ambiental, adequadas condições sanitárias e de funcionamento; resíduos sólidos e defesa do consumidor. E, dentro dessa premissa, tem o papel do Estado e o da população numa via de mão dupla.

O fiscal é o amigo da cidade! Neste dia 22 de dezembro, em que se comemora, pelo segundo ano, o Dia do Fiscal, enfrentamos um momento adverso para os servidores públicos que somos e para toda a classe trabalhadora, com redução de direitos em nome de uma crise cujos sacrifícios devem recair, até agora, apenas sobre os ombros dos que vivem da sua força de trabalho. A PEC 55, do “Teto dos Gastos”, aprovada recentemente, se constitui num obstáculo concreto para a melhoria das condições de trabalho que ainda são muito precárias, bem como a melhoria da remuneração como a reposição da inflação para 2017.

A proposta de Reforma da Previdência não é razoável pois acaba com a integralidade e paridade da aposentadoria. E ainda, a Reforma Trabalhista, que precariza as relações de trabalho. A categoria, juntamente com outros setores, é chamada a fortalecer seu nível de organização para fazer valer seus direitos, conquistar justas melhorias nas condições de trabalho e dizer não a todo e qualquer retrocesso da sociedade.

Ana Lúcia Oliveira

 

Deixe uma resposta

Você precisar fazer login para comentar.